mnmlist: INTEGRAÇÃO NO CORREIO DA BAHIA

Essa é a foto da mais recente redação integrada brasileira, no Correio da Bahia. A foto foi copileftiada do blog da Innovation,  a empresa internacional que está ajudando no processo. Eles já transformaram mais de 30 redações “mono-mídia”, com aquelas baias, em espaços abertos multimídia e convergentes.

Na Bahia, o gerente do projeto é Eduardo Tessler (leia entrevista com ele feita no ano passado). Ele contou a Fernando Firmino que:

“o Correio da Bahia passará por mudanças significativas se tornando um dos mais inovadores do país. O jornal passará a circular em formato berliner (um tamanho menor que o standard e próximo ao tablóid, adotado principalmente na Europa. O Jornal do Brasil há mais de três anos circula neste formato no Rio de Janeiro.”

Abaixo,  a velha redação, em contraposição à nova, na foto de cima.

Além de modificar o modelo de produção, a nova redação tem uma missão pesada pela frente: desvincular o jornalismo produzido ali das pressões políticas ACM, já que a família é dona do jornal. É preciso, ali, tanto demolir algumas paredes, mas também construir outras, para impedir que interesses alheios ao bom jornalismo cheguem ao editoral. Com a palavra, os jornalistas. (Aliás, o site do jornal precisa ser demolido com urgência…)

Blog Widget by LinkWithin